Havard em Luanda

Visita ao Huambo – Centralidade do Bailumbo
Dezembro 19, 2017
Havard visitam Luanda para analisar terrenos nas centralidades
Março 19, 2018

Havard em Luanda

No passado dia 15 de Março, a EGTI recebeu nas suas instalações uma equipa de estudantes de Mestrado da Universidade de Harvard e o arquitecto urbanista Renier Le Graaf, do maior atelier de urbanismo (OMA) que estiveram em Luanda para visitar as centralidades e infra-estruturas. O encontro foi dirigido pela figura máxima da EGTI, o Eng.º Rodrigo dos Santos, Presidente do Conselho de Administração da empresa, com a presença do Administrador Técnico – Dr. Pedro Ivo, e equipa técnica.

A apresentação realizada pela Arq. Fátima Camara, directora do Gabinete de Estudos, Investigação e Estratégia Urbana, da EGTI, deixou claro o conceito apresentado para o crescimento integrado das centralidades em função do desenvolvimento do portal aéreo de 15 milhões de passageiros por ano, bem como, o novo Porto de Dande. Mais se referiu a importância de Luanda enquanto porta de entrada – “gateway” – para a SADC e África Subsariana. A operacionalização destes “hubs” criará em Luanda um contínuo urbano a Sudoeste que se apelidou de AEROPOLIS (cidade com dependência financeira do aeroporto). Estes investimentos estatais estimulam o desenvolvimento, a valorização dos terrenos infra-estruturados no mercado e criam oportunidades de investimento estrangeiro nestas zonas.

As questões relacionadas com a necessidade de transporte público urbano, a descentralização de serviços, e captação de investimento para os terrenos infraestruturados tornaram-se centrais no diálogo por serem desafios à concretização desta visão de Luanda. Embora os desafios ainda sejam muitos percebe-se o elevado investimento em infraestruturas existentes no terreno – novo aeroporto internacional, via expresso e habitações unifamiliares. Reforçou-se que o modelo comercial da EGTI está aberto a investidores com provas dadas no mercado e que estejam dispostos a custear a concessão do direito fundiário e promover negócios viáveis e criadores de emprego. Aprofundou-se o interesse de uma parceria para futuros projectos de captação de investidores e a partilha do estudo que estes arquitectos desenvolverão em Harvard.

Do encontro sublinha-se as seguintes afirmações “Ficamos muito satisfeitos e até surpreendidos com a realidade que encontramos. O facto é que a BBC, CNN, entre outros, noticiam fracassos que não verificamos no terreno.”  Ou ainda: “O trabalho desenvolvido com as centralidades é muito interessante e vai ter mais frutos no seu devido tempo.”

Este encontro deixou claros indicadores positivos à gestão urbana e modelos comerciais de terrenos infra-estruturados desenvolvidos pela EGTI, que conta com uma jovem equipa de técnicos angolanos nos seus quadros.